terça-feira, 26 de junho de 2012

esboço de pregação QUANDO DEUS CHAMA, ELE EXIGE RESPOSTA


QUANDO DEUS CHAMA, ELE EXIGE RESPOSTA
Juízes 5.14-18

Ficha Do Texto
Tempo bíblico:                                   Tempo dos Juízes.

Para quem foi escritoPara os judeus de uma época posterior os fatos descritos no texto em questão (provavelmente, aos contemporâneos do rei David).

Quando?                         Quando o povo de Israel mais uma vez esquecia-se da Aliança.

Porque?                           O povo estava se afastando de Deus.

Para quê?                        Para desafiá-los a serem fiéis à Aliança que Deus fizera com eles e adverti-los dos perigos trazidos pelo tipo errado de liderança.

Assunto Principal:         Débora, em seu famoso cântico, elogia as tribos que responderam positivamente à sua convocação de guerra contra os cananeus (que duramente oprimiam Israel há mais de 20 anos) e ironiza as tribos que se negaram a se unir a ela em combate ao inimigo.
.
Ficha Do Sermão
Propósito Geral:                  Consagratório.
Propósito Específico: Que os crentes deixem de dar desculpas ao chamado de Deus e se engajem aos trabalhos coletivos da igreja, em apoio e ajuda mútua.
.

INTRODUÇÃO
Quebra-Gelo: ____________________________________________________________
(Faça a Leitura do Texto)
Gancho:        ________________________________________________________________

Afirmação Teológica:         Não há desculpas aceitáveis para fugir ao chamado de Deus.

Frase de Efeito: QUANDO DEUS NOS CHAMA, ELE EXIJE UMA RESPOSTA POSITIVA.

-    No entanto, ao invés de dar uma resposta a Deus, quatro tribos deram desculpas.
-    Vamos ver as desculpas das tribos que não atenderam à convocação de Débora?

1)    A TRIBO DE RÚBEN PRECISAVA “DISCUTIR BEM O ASSUNTO” (sem descuidar do seu rebanho, é claro) - (vs 15b-16a).
O significado do nome Rúben é: “O Senhor olhou para a minha aflição”. Lia, a mãe do Rúben de quem se originou esta tribo, era estéril. Ela clamou ao Senhor e a Deus a fez fecunda. Agora os irmãos de Rúben clamam por ajuda, mas ele não sai para ajudar.

·   O quê tanto a Tribo de Rúben discutia, enquanto seu povo guerreava?
-    Talvez que seria uma loucura lutar contra os cananeus (Eles não eram mais fortes que Israel? Não tinham 900 carros de ferro? Não estavam no poder a 20 anos?).
-    Talvez estivessem questionando a liderança de uma mulher. A convocação da profetiza Débora teria mesmo vindo da parte de Deus? Porque Deus usaria uma mulher e não um homem para liderar esta batalha?

·   Porque a Tribo de Rúben preferiu ficar cuidando do seu rebanho a ir à guerra?
-    Será que o bem estar de seus animais era mais importante que o bem estar de seus irmãos?

O que se pode dizer da atitude da Tribo de Rúben neste episódio?
A Tribo de Rúben foi egoísta, insensível e ingrata. Mas Deus, através de Débora não a poupa da vergonha diante das demais tribos e ironiza sua atitude: ”A Tribo de Rúben só sabe ficar discutindo, mas agir que é bom...”.


Notas:
-    É claro que devemos julgar as profecias (I Coríntios 14.29, I João 4.1), mas, devemos fazê-lo o mais rápido possível e agir – quando Deus nos chama para agir.
-    É claro que devemos cuidar da nossa casa e das nossas posses, pois foi o Pai quem as nos deu, mas não devemos colocar o cuidado com as coisas materiais acima do cuidado que devemos ter para com nossos irmãos.

Aplicação:
-    Parece-lhe justo alguém ficar eternamente envolvido em discussões, enquanto pessoas estão sofrendo e morrendo em duras batalhas, precisando de nossa ajuda?
-    Parece-lhe justo deixar de prestar socorro a alguém porque estamos ocupados demais cuidando de nossos bens materiais (ou de nossos animais de estimação)?

    Ilustração: ____________________________________________________________

    U João 3.17:   O próprio Deus deu o exemplo, ao enviar Seu único Filho a este mundo para salvar o pecador.

F.E.           QUANDO DEUS NOS CHAMA, ELE EXIGE UMA RESPOSTA POSITIVA!

Apelo:   Quando você tomará uma atitude? Deixe de lado aquelas eternas e infrutíferas “discussões teológicas” e aquela falsa espiritualidade e entre na batalha. Deixe de ser egoísta e atenda o chamado de Deus. Depois será tarde demais!

2)    A TRIBO DE GILEADE, POR ESTAR “DALÉM DO JORDÃO”, DECLAROU COM SUA ATITUDE QUE O ASSUNTO NÃO LHE DIZIA RESPEITO - (vs 17).
O significado do nome Gileade é: “Boa sorte”. Quem sabe esta tribo se achava sortuda por ter o Rio Jordão protegendo-a dos ataques dos inimigos de Israel, especialmente naqueles dias, pois era época de chuva.

·   Porque a Tribo de Gileade ficou indiferente?
-    Não sabiam eles que a nação era composta de 12 tribos, das quais ela fazia parte?
-    Não eram as demais tribos seus irmãos? Não era também com ele o assunto?
-    Não sabiam eles que tudo que afetava as demais tribos também os afetava? (Não cessaram as caravanas e as aldeias em Israel por causa dos cananeus - Juízes 5.6-7?) Sim! O assunto também lhes dizia respeito, afetava-lhes.

O que se pode dizer da atitude da Tribo de Gileade neste episódio?
A indiferença da Tribo de Gileade foi de uma estupidez incrível, pois é exatamente quando nos isolamos de nossos irmãos que se torna mais fácil ao inimigo nos destruir. Não é assim que fazem os leões, isolam suas presas do rebanho para abatê-las?

Aplicação:
-    Parece-lhe justo deixar de prestar socorro aos nossos irmãos porque não estamos nos sentimos ameaçados naquele momento?
-    Pode um cristão genuíno acreditar que aquilo que acontece aos seus irmãos não o afeta, não lhe diz respeito?
-    Pode um cristão genuíno não sofrer a dor dos demais membros do Corpo de Cristo?

    Ilustração: ____________________________________________________________

    U Colossenses 1.13-14: O Seu Filho se importou conosco e nos tirou trevas.

F.E.           QUANDO DEUS NOS CHAMA, ELE EXIGE UMA RESPOSTA POSITIVA!

Apelo:   Quando você deixará de ser indiferente ao sofrimento de seus irmãos na fé? Quando irá romper este cordão de isolamento?
3)    A TRIBO DE DÃ NÃO VEIO PORQUE PRECISAVA CUIDAR DOS SEUS “NAVIOS-LOJA” (além disso, os cananeus eram seus clientes) - (vs 17).
O significado do nome Dã é: “Julgar”.

·   Porque a Tribo de Dã não se apresentou para a batalha?
-    Dã era uma tribo de mercadores, dirigindo um serviço de marinha mercante para Israel. Eles traziam mercadorias dos cantos mais distantes da terra. Depois, ancorados em um porto, os navios se tornavam lojas e vendiam diretamente do importador ao público.
-    Talvez Dã tivesse se sensibilizado com o chamado de Deus, mas, e os seus negócios, quem iria cuidar? Além disso, os cananeus eram seus clientes. Não podia contrariá-los. Era melhor permanecer neutro.
-    Quem sabe Dã tenha enviando um pouco de dinheiro para Débora, para custear as despesas da guerra, mas isto foi suficiente?

O que se pode dizer da atitude da Tribo de Dã neste episódio?
Seu discernimento e sua capacidade de julgar foram prejudicados pelo fato dos cananeus serem seus clientes. Dã errou nas suas PRIORIDADES. A prioridade era seu povo, não o seu negócio. A prioridade era a vida, não o dinheiro. A prioridade era o chamado de Deus, não o lucro. Na relação apocalíptica das tribos de Israel (Apocalipse Capítulo 7), Dã não é mais contada entre as 12.

Nota:
É claro que devemos cuidar dos nossos empregos e dos nossos negócios da melhor maneira possível, mas JAMAIS devemos ficar neutros nesta batalha e devemos sempre falar a verdade e confrontar o erro e a mentira. Jesus é a maior prioridade.

Aplicação:
-    Parece-lhe justo alguém deixar de falar a verdade e confrontar o erro e a mentira por medo de perder um emprego, um cliente ou um negócio?
-    Pode um cristão genuíno priorizar o lucro em detrimento da vida e da unidade da sua igreja?
-    Pode um cristão genuíno ficar neutro nesta batalha espiritual que estamos vivendo?

    Ilustração: ____________________________________________________________

    U Gálatas 2-20: Jesus perdeu mais que um emprego, um cliente ou um negócio.

F.E.           QUANDO DEUS NOS CHAMA, ELE EXIGE UMA RESPOSTA POSITIVA!

Apelo:   Quando você acertará suas prioridades? Se tiver que perder um ótimo emprego, um grande cliente ou um negócio por amor a Jesus e à verdade – perca, mas não deixe de atender ao chamado de Deus. Não pense que seus dízimos e ofertas irão substituí-lo nesta batalha. Não irão! Não há neutralidade. Quem não é por Cristo, é contra Ele.

4)    A TRIBO DE ASER NÃO VEIO PORQUE ESTAVA DE FÉRIAS NA PRAIA - (vs 17).
O significado do nome Aser é: “Bem-aventurado” (feliz).

·   Porque a Tribo de Aser não se apresentou para a batalha?
Eles estavam gozando suas “merecidas” férias à beira mar. Estavam assentados, descansando. Depois iram se apresentar; quem sabe?

O que se pode dizer da atitude da Tribo de Aser neste episódio?
Sua atitude demonstrou toda a indiferença e insensibilidade que alguém pode demonstrar ao chamado de Deus. Se a indiferença e a insensibilidade não tivessem nome, poderiam se chamar Aser. Aser é sinônimo de indiferença e insensibilidade.

Nota:
É claro que tudo mundo merece umas férias de vez em quando, mas, tirar férias no meio de uma batalha é um absurdo. Tirar férias enquanto os irmãos estão se matando para fazer a obra de Deus é uma vergonha. Isto não é “bem-aventurança”, não é felicidade, isto é uma afronta a Deus.

Aplicação:
-    Parece-lhe justo alguém “sair de férias” exatamente em épocas de campanhas, congressos e conferências em sua igreja?
-    Parece-lhe justo alguém “viver em férias”, deixando seus irmãos carregar a igreja nas costas sozinhos? (Muitas vezes criticando o pouco que tem sido feito).

    Ilustração: ____________________________________________________________

    U Mateus 8.17b: Jesus carregou nossos pecados e nossas enfermidades.

F.E.           QUANDO DEUS NOS CHAMA, ELE EXIGE UMA RESPOSTA POSITIVA!

Apelo:   Quando é que as suas férias irão acabar, heim? Já é hora de entrar na batalha, de se envolver de verdade com o reino de Deus, de fazer a sua parte. Deus não aceitará suas desculpas.


SÓ PARA REGISTRAR:
-    Todas as demais tribos responderam à convocação de guerra.
-    As tribos de Zebulon e Naftali foram as que mais se arriscaram; arriscaram não seu rebanho, ou seu negócio, ou suas férias, mas arriscaram a própria vida.
-    A batalha deu-se no Monte Tabor, um pequeno monte redondo, onde os cananeus poderiam facilmente derrotar o povo de Deus com seus amedrontadores carros de ferro, mas, sabe como o povo de Deus venceu esta batalha? Deus fez chover e os carros Sísera atolaram e se tornaram presas fáceis de Israel (Juízes 5.21).


CONCLUSÃO:
Quando Deus nos chama, Ele exige uma resposta positiva e não desculpas:
-    Rúben não veio a tempo porque ficou (eternamente) discutindo o assunto;
-    Gileade declarou com sua atitude que o assunto não lhe dizia respeito;
-    Dã ficou cuidando dos seus navios-loja;
-    Aser estava de férias.

Por isso Sua Palavra honra as tribos que entraram na batalha e ironiza as demais.

Apelo Final:
Há uma batalha em curso. Quando você deixará de dar desculpas e VERDADEIRAMENTE irá se engajar na obra de Deus? QUANDO DEUS NOS CHAMA, ELE EXIGE UMA RESPOSTA. Qual é a sua resposta?


Autor: Este sermão foi escrito com base nas maravilhosas considerações do capítulo 3 do livro “Evangelismo Por Fogo”, de Reinhard Bonnke. Você pode baixar, copiar ou imprimir este sermão, porém somente seu uso através da palavra falada está previamente autorizado. Os Direitos Autorais são mantidos. Qualquer outra forma de utilização dependerá de autorização por escrito.  O Site do Pastor dispensa os pregadores que usam suas mensagens da obrigação moral e ética de citar a fonte. 18.01.2007.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário